Skip to content

Serviços

Design Gráfico

EDITORIAL | LIVROS | REVISTAS | BROCHURAS | CARTAZES | MARCAS | LOGÓTIPOS | ESTACIONÁRIOS | BRANDING | PACKAGING | FOLHETOS | CAR WRAPPING | PUBLICAÇÕES | PAGINAÇÃO | SINALÉTICA | TIPOGRAFIA |

Identidade Visual

A identidade visual, também conhecida como marca, inclui a gestão de imagem, levando em consideração todos os componentes que a representam visualmente, com o objetivo de caracterizar uma assinatura institucional.
No dia a dia os profissionais precisam pesquisar bastante para alinhar o ethos com a imagem que desejam transmitir ao público. Isso inclui a criação de logotipos, definição de fontes de texto e paleta de cores para compor materiais da empresa, como papel timbrado e cartões de visita.

O principal objetivo do design de marca é torná-la tangível e única através do estudo de nomes, logótipos, cores, fontes e símbolos.
Desenvolvidas oralmente, em papel ou digitalmente, essas ferramentas são a base para a comunicação coordenada das atividades.
Branding é um processo de análise e design que usa imagens e gráficos para representar a identidade de uma empresa e comunicar informações ao público por meio de diferentes suportes (principalmente da publicidade).

Arquitectura de Interiores

Consiste na arte de planear, organizar e harmonizar espaços, dentro de um conceito geral estruturante, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente, estabelecendo relações estéticas e funcionais, em relação ao que se pretende produzir.

O Lighting Design ou Projecto de Iluminação (de interiores e exteriores) é desenhar com luz um espaço, tornando-o mais funcional e caracterizando-o de forma singular dentro de um determinado conceito de imagem. Para além do calculo luminotécnico que vai ao encontro de regras ergonómicas para cada espaço de acordo com o seu uso, é de especial importância o domínio da cenografia e todo o universo do simbólico que implica.

UX Design

O “User Experience Design” inclui processos que visam aumentar a satisfação do cliente/usuário, melhorar a facilidade de navegação e tornar as consultas na web mais intuitivas.
Popularizado na década de 1990 pelo estudante de ciências cognitivas e psicologia Donald Norman, o termo refere-se a um conjunto de aspectos relacionados à interacção de um produto ou serviço.

“Define as regras” para a correcta implementação dos recursos e elementos que um site ou aplicativo deve atender ao público (otimização de mecanismos de busca, marketing de rede social, produção de conteúdo, etc.).
Oscila entre marketing, design, gestão de projectos e psicologia.
Com esta ferramenta, o seu negócio pode atrair a atenção de mais clientes, dando-lhe uma imagem profissional e leal através dos sites e redes sociais.

Design Indústrial

Combinando engenharia e arte, o projecto para fabricação em série democratiza o objecto, tendo sempre presente na sua metodologia toda a optimização de custos que seja possível obter.
Deve ainda simplificar ao máximo todo o processo de transformação, compreendendo toda a materialidade envolvida (as matérias-primas e toda a maquinaria que a irá transformar de acordo com o projecto).

Pensar e Apresentar

O Desenho tem um papel essencial na base da criação como forma dialética de pensamento através do traço. Desenhando as ideias fluem, desenvolvem-se e melhoram-se.
Numa fase mais avançada, o Desenho volta a ter uma outra função muito importante: ele pode ser a forma de apresentação ao cliente (desenho técnico para a fabricação ou modelação tridimensional para simulação realista em formato de “render”) ou, inclusive, ser o próprio actor principal no caso da ilustração.

Animação Gráfica

O “design em movimento” são gráficos dinâmicos no espaço do monitor (digital) e no tempo. Diferentemente das animações tradicionais que remontam ao desenho quadro a quadro 2D da Disney, o motion graphics usa prioritariamente formas geométricas, ícones, textos e ilustrações.
Trata-se de uma técnica flexível e criativa que pode ser aplicada numa ampla gama de formatos e indústrias e digitais. É uma ferramenta poderosa para a comunicação visual, permitindo que as marcas e empresas transmitam a sua mensagem de forma clara e envolvente.

Tridimensionalidade e Realidade Aumentada

Uma forma interactiva de comunicar o seu projecto é utilizar o potêncial digital da tridimensionalização (renders) e sobreposição desta (em conjugação com outros conteúdos de texto, imagem e som) à própria realidade, utilizando equipamentos portáteis como smartphones e tablets que permitem visualizar em tempo real a camada digital criada.

O Poder da Imagem

A fotografia profissional devidamente editada para enfatizar o que se pretende comunicar é da maior importância. Através dela pode inventariar os seus produtos de forma atractiva para possível venda on-line, mostrar as suas instalações de forma sugestiva para futura visita de potenciais clientes e, inclusive, pode navegar imersivamente (“dentro”) de fotografias panorâmicas a 360º navegáveis e mapeadas com o que pretender nelas acrescentar.

O que comunicar?

Para comunicar tem de haver algo para “dizer”, histórias para contar com texto, imagem e som. É crucial fazer uso de todos os meios de expressão para os diferentes suportes.
O vídeo é uma ferramenta fundamental para contar a “história” que quer comunicar.

Aulas

Conhecendo e dominando as ferramentas técnicas utilizadas no processo de Design, ministramos formações à medida das necessidades do formando, abarcando diferentes níveis de complexidade.
Sendo o Design muito mais dos que as “meras” ferramentas, parcialmente esse conhecimento não técnico acabará por estar presente em cada sessão, exemplos explicados e exercícios realizados.